Siga-nos:
(62) 3205-1989 | 3954-0889
COMUNIDADE SÃO DOMINGOS SÁVIO
Programação Semanal

Sábado: Missa às 19:00h.


A comunidade católica do Residencial Mansões do Campus existe a mais de 35 anos. Conforme alguns depoimentos colhidos, esta parece ser a segunda mais antiga da região.

Os moradores sempre se reuniam para a celebração de missas e reuniões, nas fazendas e chácaras que existiam ao redor. Mesmo com o surgimento do clube Itanhangá e o loteamento da Fazenda São Domingos, as celebrações nas casas dos antigos moradores continuavam.

Padres e religiosas se deslocavam de suas comunidades (Balneário e Itatiaia) para atenderem aos moradores, mas sem muita regularidade devido a distância de suas paróquias e as dificuldades da época, porem o faziam com muita dedicação e amor à comunidade. Os moradores os recebiam com um tratamento sempre carinhoso e hospitaleiro, tratamento que se perdura ate hoje.

Os primeiros padres a celebrarem na antiga fazenda São Domingos foram Sérgio Foglia, Izidrio e Luis Alberto, sempre com a ajuda das religiosas que também davam um grande apoio, relembra alguns moradores do lugar.

As primeiras missas celebradas por Padre Sérgio na região, aconteciam uma vez por mês à sombra de uma antiga árvore. As celebrações no começo tinham muitos participantes. Como as missas embaixo de uma árvore tinham vários inconvenientes, essas pessoa aos poucos, foram deixando de participar ali e preferiam assistir as celebrações em outros locais, como Balneário e Campinas.

Com a construção de uma escola na região, que era também uma luta dos moradores, as celebrações passaram a ser realizadas lá. Com isso a comunidade local voltou, tendo com isso um grande numero de participantes e as reuniões aconteceram nesta escola por um longo período.

Mais um contratempo para a comunidade: no ano de 2004, a escola resolve mudar sua estrutura, tirando os guardas que faziam a segurança do local para colocação de alarmes. Por não ter quem abrisse os portões da escola para as celebrações, a comunidade ficou novamente sem ter um local adequado para suas reuniões.

Foi quando um antigo morador ofereceu sua chácara para que as missas não parassem de acontecer. Por algum tempo elas se realizaram na residência do senhor José Moura. Ele e seus familiares sempre se reuniam também para rezarem terços com os moradores do lugar.

Foi então que dona Francelina e Antonio Cruz, proprietários de uma chácara no local desde 1988, resolveram construir um galpão para abrigar as instalações de uma marcenaria. Dona Francelina conta que "desde o começo, se preocupou com a situação da religiosidade do local, se tinha catequese, se a comunidade se reunia", e o casal resolve ceder o espaço da marcenaria para que as celebrações pudessem ter continuidade. As celebrações neste espaço sempre foram realizadas com muita participação e ajuda da comunidade e contando sempre com os padres Pedro Martinez, Pedro Felisberto (padre Pedrinho), José Fernandes, Renildo Maia e Marcos Rogério.

Até então a comunidade não tinha o seu santo padroeiro e padre Pedrinho, sente a necessidade da escolha dizendo a eles que "tinham que escolher um padroeiro, pois o Itanhangá ainda não tinha", relata dona Francelina. A comunidade se reuniu com padre Pedrinho para a escolha. Surgiram vários nomes: São Sebastião, Nossa Senhora das Graças, Santa Edwirges, mas um morador chama a atenção para o nome da fazenda: "essa região daqui é a fazenda São Domingos, tudo isso aqui fazia parte da fazenda São Domingos", conta dona Francelina. Foi feita então uma eleição, tendo como nome aclamado pela comunidade São Domingos. Mas qual São Domingos? Como alguns moradores da comunidade eram devotos de São Domingos Sávio, ficou decidido então que este seria o santo padroeiro da comunidade.

As missas, celebrações e festas da comunidade, foram realizadas no salão da marcenaria cedido por seu Antonio de dona Francelina até 2011.

Em maio de 2011, com a benção de padre Marcos, as celebrações passaram a ser realizadas em área definitiva. Com a luta da comunidade e o apoio do pároco, a comunidade conseguiu junto a Prefeitura de Goiânia, uma área para a construção de um salão paroquial e uma igreja.

A construção do salão está em ritmo acelerado. A festa junina de 2011 já aconteceu em suas dependências, ainda inacabadas. A comunidade São Domingos Sávio está em festa com suas realizações, esperando para breve o começo da construção de sua capela.


Coordenador do Conselho
Mauro - (62) 9424-7261

Vice-Coordenador
Maurício - (62) 8418-2595
Todos os Direitos Autorais Reservados à Paróquia Nossa Senhora da Assunção - Arquidiocese de Goiânia
© Copyright - Proibida a Reprodução de Qualquer Tipo


Fones: (62) 3205-1989 | 3954-0889
E-mail: contato@nossasenhoradaassuncao.com.br
Siga-nos: